Na última jornada da Taça Algarve, a nossa equipa de sub19 deslocou-se a Olhão, para defrontar a equipa do GC Olhanense.

Foi um jogo sem muita história, onde se observou uma elevada agressividade defensiva da equipa adversária, nem sempre sancionada pelo arbitro, e onde sempre que a nossa equipa pressionava alto ou fazia transições ofensivas rápidas, concretizávamos.

Com esta vitória, por 38-64, conseguimos o 3.º lugar na Taça.

 

Na tarde de sábado os sub18 visitaram Portimão, no início da última prova regional da época.

Depois da adaptação ao ritmo de jogo no primeiro período, fizemos um bom 2.º e 3.º período, e no 4.º só não fizemos melhor pois já faltou um pouco de pernas e discernimento, mas lutamos sempre até ao último apito.

No final a vitória ficou em Portimão, por 67-43.

De realçar a excelente entrega dos amarelos de Tavira.

 

Os nossos mini12 foram este sábado a casa do Ferragudo, defrontar uma equipa sem truques, nem jogadas ensaiadas e onde as suas atletas pedem desculpa quando fazem faltas... Um bom exemplo de como deveria ser todo o nosso minibásquete.

A equipa da casa possui muito mais técnica que nós, tem pelo menos 3 jogadoras com nível e a jogar em sub14, e com excelentes condições de treino, o que à partida é suficiente para que o nosso objectivo tenha sido apenas aprender com elas.

Entrámos a dar o que podíamos, mas o Ferragudo, com muito mais “pernas”, facilmente acabou o período com um 14-0.

No entanto, fomo-nos adaptando ao ritmo de jogo, equilibrando o terceiro período e ganhando o quarto e sexto períodos, mas não foi suficiente.

O jogo acabou com um resultado de 46-22, o que para nós foi excelente, pois inicialmente era previsível uma diferença de quarenta a cinquenta pontos.

No próximo domingo, recebemos a equipa do Clube de Basket de Albufeira.

 

No fim de tarde de domingo, as jovens sub14 deslocaram-se ao mítico pavilhão do Imortal, no início do torneio de encerramento, primeira competição onde entramos com esta equipa na presente temporada.

Depois da necessária adaptação que efetuamos ao ritmo de jogo, fizemos uma segunda parte onde jogamos de igual para igual com equipa do Imortal.

O resultado final ficou em 51-29.

Domingo às 16h, no pavilhão da Escola Dom Paio, defrontamos o ACD Ferragudo, na 2.ª jornada da prova.

Parabéns meninas pela entrega!

 

Nesta jornada da Taça Algarve, deslocámo-nos a Quarteira para defrontar a virtual vencedora da Taça.

Num jogo sem muita história, devido à ausência das atletas mais cotadas da equipa adversária, a nossa superioridade foi tão evidente que no final do 1.º período já estava decidido o vencedor do jogo.

Abrandamos o ritmo e a intensidade de jogo no último período, e se tal não acontecesse talvez a diferença no marcador fosse maior.

No próximo fim-de-semana iremos a Olhão para a última jornada, e uma vitória nesse jogo garantirá o 3.º lugar na competição.

 

No chuvoso Domingo de 8 de Maio, os sub16 masculinos deslocaram-se até Albufeira para jogar contra o Imortal.

Ao serem apenas 7 jogadores os que compareceram para o jogo, era sabido que o resultado seria o de 20-0, mas isso não privou os nossos jovens de dar tudo em campo, chegando a ter uma vantagem de 9 pontos sobre a equipa da casa.

A falta de logística do clube de Albufeira, que não apresentou voluntários nem para apitar nem para coordenar a mesa de jogo, obrigou a que os treinadores tivessem de representar esses papéis, e tendo o Imortal uma grande dificuldade em dar a volta ao jogo, algumas decisões arbitrais não foram de todo imparciais.

Após a exclusão de dois jogadores de Tavira pouco depois de se ter iniciado o terceiro período, os nossos guerreiros viram-se obrigados a jogar com 5 até ao fim do encontro, cedendo apenas nos últimos segundos do jogo por dois pontos (55-53).

Apesar de tudo e como referido acima, a falta de comparência da equipa visitante deixará registado o resultado final de 20-0 para a equipa da casa.

 

Os sub16 masculinos jogaram no passado sábado contra a equipa de Ferragudo, num jogo equilibrado e intenso, com muitos erros de ambas equipas, mas ainda assim interessante em termos ofensivos.

Depois de um parcial inicial de 6-0, os da casa conseguiram sobrepor-se, estando à frente do marcador pela maior parte do encontro. Algum nervosismo na linha de lance livre e o desconforto ao jogar com o tempo, fez com que não conseguíssemos concretizar cestos importantes nos últimos minutos do jogo, cedendo a vitória para a equipa de fora.

De notar ainda assim o excelente empenho dos jogadores, que demonstraram mais uma vez serem capazes de lutar contra qualquer equipa do grupo da taça.

 

Este sábado demos início ao torneio que encerra a época, recebendo a equipa feminina do Portimonense.

Entrámos muito bem no jogo, mostrando uma boa atitude e notando já alguma evolução na nossa técnica individual. Estivemos sempre na frente e o Portimonense, algo dependente de jogadas ensaiadas, nunca foi capaz de dar a volta até ao quinto período, altura em que ficámos com 8 pontos de diferença.

No último período, o Portimonense, usando o cinco mais evoluído, com mais pressão na defesa e com muita desatenção nossa na defesa da principal jogadora adversária, foi capaz de empatar o jogo. No final a vitória podia cair para qualquer equipa, mas falhámos o cesto que daria a vitória e a equipa adversária, ainda com um ataque de 13 segundos, conseguiu marcar um buzzer beater, ficando o resultado em 32-34.

No próximo sábado iremos jogar em Ferragudo, contra a equipa local.

 

Neste domingo, solarento e especial (dia da mãe e 1.º Maio), as nossas jovens atletas deslocaram-se a Faro, e mercê de uma concentração competitiva e uma boa defesa, conseguiram a vitória há muito almejada.

Os números finais não são reveladores da superioridade da nossa equipa tais foram as situações de cesto fácil não concretizadas.

O resultado final ficou em 49-65.

 

No sábado, as nossas sub19 jogaram com o Juventude.

Na recepção à equipa vinda de Vila Real de Santo António, a nossa equipa teve um inicio comprometedor, que indiciava um resultado negativo avolumado. No entanto, com um 3.º período de muita garra e uma agressividade defensiva muito boa, não só recuperámos como conseguimos suplantar o adversário no marcador.

No 4.º período, fruto de alguma ansiedade e falta de tranquilidade, não conseguimos manter o nível exibicional.

No final, vitórias das visitantes por 39-51.

 

No regresso à competição, a nossa equipa de sub19 F, deslocou-se a Vila Real de Santo António para defrontar o Juventude BC.

Com um início de jogo prometedor que indiciava um jogo equilibrado, nos 2 últimos minutos do 1.º período cometemos demasiados erros, quer nos processos defensivos quer nos processos ofensivos, erros esses que, apesar do esforço das nossas atletas, continuaram a acontecer nos 2.º e 3.º períodos, o que levou ao acumular da diferença pontual.

No 4.º período conseguimos finalmente atenuar esses erros, fruto de uma defesa mais pressionante.

No próximo sábado receberemos a equipa de Vila Real, e decerto daremos uma outra imagem.

O resultado final ficou em 66-26.

 

No passado Domingo, os sub16 masculinos receberam o CBA, num jogo que se previa equilibrado.

Apesar disso, devido à vitória no jogo fora, os nossos atletas entraram no jogo com um relaxamento indevido, e na altura em que a concentração e a resistência eram necessárias, perderam uma vantagem de 12 pontos.

O drástico último período, que acabou 8-20 para a equipa visitante, ditou o resultado do jogo, dando a vitória ao CBA por 55-58.

 

No passado fim-de-semana, participamos no 1.º Torneio Internacional do 25 de Abril, organização conjunta da Associação de Basquetebol do Algarve, Junta da União de Freguesias de Faro, e dos clubes SC Farense e CF "Os Bonjoanenses"..

Neste torneio, o CBT foi, surpreendentemente, o único clube a fazer-se representar em todos os escalões de minibásquete, para além dos clubes organizadores.

Deste modo, durante dois dias, os mini8 e mini10 jogaram, no pavilhão do SC Farense, com várias equipas algarvias, para além de uma equipa de Castelo Branco e de uma espanhola.

Os nossos mini 12, por sua vez, jogaram no pavilhão da Penha. Prevíamos inicialmente que iriam ser jogos com equipas de um nível bastante superior ao nosso, por se tratarem das melhores equipas, e maioritariamente masculinas, deste escalão.

No entanto, as nossas crianças fizeram o que sabem e conseguem, dado o pouco tempo que têm na modalidade, e mesmo assim foram uns guerreiros.

Para nós o principal objectivo foi cumprido, pois tivemos a possibilidade de participar e conviver num grande evento de minibásquete e competir com equipas superiores, fazendo 7 jogos em 2 dias. O aspecto mais negativo, foi a inclusão da selecção do Algarve naquele evento que, como se previa, fez o que quis da nossa jovem equipa, o que é só por si bastante desmotivante para os mais pequenos.

Por fim, devemos realçar a excelente organização do evento, bem como o envolvimento dos pais dos atletas no mesmo, algo que agradecemos.

 

Na tarde de domingo, visitamos o Pavilhão Municipal da Graça, em Lisboa, para jogar com o Maria Pia, na última jornada da Taça Nacional.

Não entramos muito bem no jogo e a equipa caseira aproveitou para se distanciar no marcador. No entanto, na segunda parte reagimos e adaptamo-nos ao jogo adversário, perdendo apenas por 2 pontos.

Finalizamos a nossa participação nesta competição nacional com duas vitórias sobre a equipa do Imortal, uma excelente aprendizagem para as nossas jovens atletas.

 

f