Na manhã primaveril de domingo, a equipa de Quarteira (CBQ Tubarões) deslocou-se a Tavira, para defrontar a nossa equipa de sub.19 F.

Após uma entrada apática da nossa parte, retificámos a nossa defesa e efetuámos um 2.º e 3.º períodos de bom nível, onde conseguimos uma vantagem de 8 pontos.

No último período denotámos alguma dificuldade na transição defesa/ataque, em virtude da pressão exercida pela equipa visitante (onde pontificavam 3 atletas que normalmente jogam na 2.ª divisão de Seniores Femininos). Deste modo, fomos ultrapassados no marcador na reta final do encontro, terminando o mesmo com uma derrota por 62-66.

No próximo jogo recebemos a equipa do GC Olhanense, onde queremos regressar ás vitórias.

 

Foi no último sábado que os nossos sub16 viajaram até Ferragudo para jogar com o ACD num encontro que, apesar de se prever complicado, era uma boa oportunidade para medir a evolução da equipa.

Os 8 jogadores de amarelo revelaram dificuldades em jogar o jogo, cometendo vários erros que não foram forçados pela outra equipa, sem conseguir a calma necessária para enfrentar o encontro.

Os sub16 somam assim a terceira derrota na Taça Algarve, desta contra um adversário que estava ao nosso alcance. Agora resta aprender dos nossos erros para melhorar e enfrentar esta equipa com outra atitude quando os recebermos em casa.

 

Este sábado os nossos minis deslocaram-se a Albufeira para defrontar o Imortal e tiveram a oportunidade de jogar no magnífico pavilhão municipal, tradicional palco das festas do basquetebol.

Entramos muito mal no jogo, muito desconcentrados, a perder bolas e a falhar passes, permitindo que a equipa adversária fosse jogando conforme queria. Tornámos um jogo previsivelmente acessível, numa disputa equilibrada pelo resultado até ao final.

Estivemos quase todo o jogo a perder, mas no último minuto conseguimos dar a volta e ficar com uma vantagem de 2 pontos. A 13 segundos do final, o Imortal ainda teve oportunidade para empatar com dois lances livres, mas apenas conseguiu um ponto, ficando assim o resultado final de 31-32.

No entanto, como só apresentamos 9 atletas, foi-nos atribuída uma derrota administrativa de 20-0, perdendo, também, a liderança do grupo.

 

Na passada jornada da Taça do Algarve, os sub16 receberam a equipa B do Imortal.

Num jogo que se revelou duro desde o início, pela pouca rotação que o banco permitiu (apenas 8 jogadores, 3 deles sub14), os nossos atletas deram tudo o que tinham, tentando reduzir a superioridade dos adversários em campo.

O resultado final, 40-79, mostra que, com os nossos 12 jogadores presentes e saudáveis, poderíamos ter jogado contra esta equipa de igual para igual.

 

Na tarde de Domingo, só com 5 atletas derivado a uma série de contrariedades, os sub18 defrontaram o Portimonense, em Portimão.

Começaram bem, marcando alguns pontos, mas o avolumar do cansaço não permitiu um melhor resultado.

De salientar que os 5 guerreiros deram tudo o que tinham e dignificaram a camisola do clube.

No final, vitória caseira por 91-21.

 

Os nossos mini-12, deslocaram-se este domingo a Faro para um jogo que já se previa difícil dada a mais-valia técnica e tempo na modalidade da equipa adversária.

Entrámos bem no jogo, conseguindo empatar o primeiro período, mas nos restantes, fruto do nosso individualismo, falta de argumentos técnicos, e muito adormecidos, fomos perdendo por 2 e 4 pontos, contribuindo para o resultado final de 38-23

O Farense jogou sempre “a todo o gás”, com uma defesa muito intensa e muito forte nas transições, sem que os conseguíssemos parar, aspecto que tem vindo a ser recorrente dada a nossa falta de espaços e condições para o treino deste já enorme grupo de rapazes e raparigas.

A equipa da capital foi assim uma justa vencedora, embora nos fique a vantagem no confronto direto.

No próximo sábado iremos a Albufeira defrontar o Imortal.

 

Na tarde de sábado, 5 de Março, as nossas jovens atletas receberam o Imortal num jogo a contar para a Taça Nacional de sub16 F, tendo conseguido a sua primeira vitória na competição.

Os dois primeiros períodos mostraram o equilíbrio que pautou grande parte do jogo, onde apenas o nosso nervosismo e a experiência das visitantes fez com que fôssemos para o intervalo em desvantagem (20-23).

Na 2.ª parte, o equilíbrio manteve-se, e acabamos o 3.º período com 29-28 a nosso favor. No último período, conseguimos uma vantagem que se manteve até ao apito final (42-36).

No próximo fim-de-semana recebemos, no sábado, pelas 18:30, o Maria Pia e, no domingo, recebemos, pelas 15:00, o Farense. Contamos com o apoio de colegas de clube, treinadores, familiares e amigos, a ver os jogos e a apoiar-nos!

 

No domingo à tarde, após um jogo no dia anterior, as nossas jovens entraram bem no jogo e conseguiram uma vantagem de 6-0. No entanto, o nervosismo não permitiu que convertêssemos mais pontos e avolumássemos a vantagem no marcador. As visitantes reagiram e acabaram o 1.º período na frente, mas por poucos pontos.

No 2.º período melhoramos a defesa mas pioramos no ataque, o que fez com que o Estoril levasse uma vantagem superior a 10 pontos para o intervalo.

Na 2.º parte, a grande lucidez das nossas adversárias, que exploraram todos os nossos pequenos erros e distrações, não possibilitaram que fizéssemos melhor, mas as nossas atletas deram o seu melhor e lutaram sempre até ao fim das suas forças.

Sábado iremos receber o Imortal e esperamos um bom apoio das bancadas. Força meninas!

 

No início da tarde de Domingo, os sub18 receberam o Ferragudo. Começaram o jogo taco-a-taco mas, fruto de alguma desconcentração e ao acumular de faltas, o marcador disparou a favor dos visitantes.

A segunda parte foi oscilante, onde chegamos a estar a 23 pontos de diferença, mas uma boa recuperação fez com que encostássemos no marcador e o jogo acabasse com 45-56 a favor do Ferragudo.

Excelente entrega e capacidade de sacrifício dos nossos 6 guerreiros que deram tudo o que tinham.

 

Para a segunda jornada da Taça do Algarve, foi a vez dos sub16 M visitarem Albufeira, num jogo contra a equipa B do CBA.

Apesar de se prever um jogo acessível, uma vez que os adversários eram maioritariamente sub14, a falta de atletas fez com que o resultado fosse disputado até ao fim do encontro.

Com apenas 8 jogadores, tendo sido um deles excluído por acumulação de faltas, os nossos rapazes lutaram com garra frente ao cansaço e saíram com a vitória, sendo o resultado final 44-56 a favor dos amarelos.

 

Na tarde de sábado, recebemos o Basket Almada e efetuamos uma 1.ª parte interessante, onde só a falta de experiência fez com que não chegássemos ao intervalo a vencer.

A 2.ª parte foi muito equilibrada, e apenas a um minuto e meio do fim o BAC passou para a frente por 3 pontos. Tentamos encostar, mas no fim do encontro o marcador acusava 48-54.

Fica a excelente entrega num jogo bem disputado e muito intenso.

 

Este sábado, os nossos mini12 iniciaram a segunda volta em Vila Real, num jogo que se previa equilibrado, dado o resultado na nossa casa.

O Juventude apresentou uma equipa muito rápida nas transições, criando algumas situações de 3x0, sem que conseguíssemos acompanhá-los. Com o decorrer do jogo, fomos ajustando a defesa, acertando os lançamentos de campo e equilibrando o marcador, conseguindo recuperar de uma desvantagem de uma dezena de pontos, discutindo o resultado até ao final.

De realçar que quem arbitrou este jogo não tinha nem maturidade, nem a experiência, que o jogo exigia, deixando a equipa adversária defender “com tudo” e fazer diversas violações, o que levou a um jogo quezilento, enervante e onde as crianças não tinham espaço para desenvolver o jogo que deve ser normal no minibásquete, para além do treinador adversário estar constantemente dentro do campo a dar indicações aos seus atletas, situações que também contribuíram para o resultado final de 36-34.

Na próxima semana iremos defrontar o Farense, numa deslocação que se prevê bastante difícil.

 

No passado sábado realizou-se o primeiro convívio de minibásquete em Tavira, em 2016, e o segundo da temporada.

Voltamos a receber os amigos do Ginásio, Quarteira e Imortal, para além dos estreantes, em Tavira, Quatro ao Cubo.

O nosso clube participou com 21 atletas, divididos em três equipas, duas das quais de mini-10, o que comprova a vitalidade do nosso minibásquete.

Individualmente podemos realçar algumas estreias, e com qualidade, nomeadamente as do Cláudio, da Maria inês Andrade e da Constança Ferreira.

Por fim, um agradecimento especial aos encarregados de educação dos atletas, que proporcionaram o sucesso deste evento.

 

Na tarde de domingo, 6 bravos guerreiros deram tudo o que tinham, proporcionaram bons momentos de basquetebol e muitas dores de cabeça aos Tubarões, para nos levar de vencida. Pena a paragem da competição ser de tantas semanas, pois quebra a forma física dos atletas algarvios.

O resultado final foi uma vitória caseira por 69-48.

Este domingo recebemos o Ferragudo pelas 15:00, onde esperamos efetuar um bom jogo perante o nosso público.

 

f