Este sábado, os nossos mini12 iniciaram a segunda volta em Vila Real, num jogo que se previa equilibrado, dado o resultado na nossa casa.

O Juventude apresentou uma equipa muito rápida nas transições, criando algumas situações de 3x0, sem que conseguíssemos acompanhá-los. Com o decorrer do jogo, fomos ajustando a defesa, acertando os lançamentos de campo e equilibrando o marcador, conseguindo recuperar de uma desvantagem de uma dezena de pontos, discutindo o resultado até ao final.

De realçar que quem arbitrou este jogo não tinha nem maturidade, nem a experiência, que o jogo exigia, deixando a equipa adversária defender “com tudo” e fazer diversas violações, o que levou a um jogo quezilento, enervante e onde as crianças não tinham espaço para desenvolver o jogo que deve ser normal no minibásquete, para além do treinador adversário estar constantemente dentro do campo a dar indicações aos seus atletas, situações que também contribuíram para o resultado final de 36-34.

Na próxima semana iremos defrontar o Farense, numa deslocação que se prevê bastante difícil.

 

No passado sábado realizou-se o primeiro convívio de minibásquete em Tavira, em 2016, e o segundo da temporada.

Voltamos a receber os amigos do Ginásio, Quarteira e Imortal, para além dos estreantes, em Tavira, Quatro ao Cubo.

O nosso clube participou com 21 atletas, divididos em três equipas, duas das quais de mini-10, o que comprova a vitalidade do nosso minibásquete.

Individualmente podemos realçar algumas estreias, e com qualidade, nomeadamente as do Cláudio, da Maria inês Andrade e da Constança Ferreira.

Por fim, um agradecimento especial aos encarregados de educação dos atletas, que proporcionaram o sucesso deste evento.

 

Na tarde de domingo, 6 bravos guerreiros deram tudo o que tinham, proporcionaram bons momentos de basquetebol e muitas dores de cabeça aos Tubarões, para nos levar de vencida. Pena a paragem da competição ser de tantas semanas, pois quebra a forma física dos atletas algarvios.

O resultado final foi uma vitória caseira por 69-48.

Este domingo recebemos o Ferragudo pelas 15:00, onde esperamos efetuar um bom jogo perante o nosso público.

 

Em jogo referente à jornada inaugural da Taça Algarve, as nossas jovens atletas rececionaram a equipa do Farense, uma equipa que se qualificou para a Final 4 do respectivo campeonato.

Foi um encontro extremamente equilibrado até ao último segundo, onde os erros na concretização das nossas atletas poderiam ditar outro resultado. Infelizmente, não conseguimos superar o nervosismo nem a agressividade defensiva da equipa contrária.

Mais uma vez ficámos com a sensação de que é possível derrotar esta equipa de Faro.

O resultado final foi uma vitória da equipa visitante por 45-46.

 

No domingo de manhã, em Faro perante o Farense, as nossas jovens atletas sub16 iniciaram a Taça Nacional. Acusando um pouco a paragem da competição, na 1.ª parte demos 30 pontos de vantagem, para na 2.ª parte fazermos um jogo muito interessante, dando minutos a todas as atletas.

O jogo terminou com uma vitória da equipa da casa, por 76-39.

No próximo fim-de-semana iremos receber o Basket Almada, no sábado, pelas 15:00, e domingo é a vez do Estoril Basket nos visitar, pelas 17:00.

Contamos com todos no Pavilhão Municipal de Tavira para verem e nos apoiarem nos jogos.

 

No passado sábado teve início a Taça do Algarve no escalão de sub16, e os nossos atletas receberam a equipa do Portimonense.

Um péssimo início na partida ditou o ritmo do jogo e, apesar de uma leve recuperação na segunda parte, não houve tempo suficiente para igualar o resultado.

No final, vitória do Portimonense por 42-59.

 

Este sábado, as únicas duas equipas sem derrotas do nosso grupo, defrontaram-se em Lagoa para a decisão de quem passava em primeiro para a segunda volta.

O GD Lagoa com uma equipa bastante rápida, viril e sólida na defesa, foi conseguindo manter o resultado equilibrado, embora ambas as equipas tenham falhado inúmeros cestos fáceis.

No último período, a um minuto do final, o GD Lagoa conseguiu passar para a liderança, e os nervos tomaram conta do jogo, com a vitória a poder cair para qualquer equipa. Mas com um bom ressalto e 2 pontos convertidos a 7 segundos do término, quase que o jogo fica decidido, não fosse uma falta com dois lances livres em cima do final da partida, que podia ter atribuído a vitória ao Lagoa. Felizmente, nenhum foi convertido e as nossas crianças fizeram a festa com pulos e abraços.

Para nós, a maior vitória foi nos termos apresentado com 12 jogadores, e já contarmos com duas dezenas de crianças neste escalão. Um grupo fantástico!

No próximo sábado iniciamos a segunda volta, com uma deslocação a Vila Real.

 

É já no próximo fim-de-semana que as nossas equipas regressam às competições, neste caso as Taças.

As sub16 F iniciam a Taça Nacional indo a Faro jogar com o Farense, num jogo em que ainda aguardamos a marcação da data e hora do mesmo. Além desta equipa, iremos defrontar o Imortal, o Basket Almada, o Maria Pia e o Estoril Basket.

Os sub16 M recebem o Portimonense no sábado, às 15:00, e o resto do grupo é composto pelo CBA, Ginásio, Imortal e Ferragudo.

Os sub18 irão jogar em Quarteira no domingo, às 15:00, sendo o resto do grupo composto pelo Portimonense e pelo Ferragudo.

As sub19 recebem o Farense no domingo, às 15:00, e o resto do grupo é composto pelo Juventude, Ginásio e pelos Tubarões.

Os mini12 recomeçam a Taça Algarve depois da paragem do Carnaval, indo sábado, pelas 11:30, a Ferragudo defrontar o Lagoa.

Boa sorte a todas as equipas do CB Tavira! Sempre que possam acompanhem os nossos jovens atletas!

 

Com os trabalhos das seleções regionais neste Carnaval, subiu para 8 o número de atletas do nosso clube envolvidos nos mesmos.

Na seleção de sub-16 femininos, participaram a Mara, a Maria Neves e a Alis. Na de sub-14 femininos, a Carlota e a Inês Pereira. Por fim, na de mini-12, estrearam-se nestas andanças o André, o Pedro Henriques e a Clara Agrela.

A todos os nossos parabéns!

 

Este sábado os nossos mini12 receberam a sua congénere do Imortal B. C..

Ambos os clubes apresentaram-se com 10 jogadores, o que fazia antever um jogo bem disputado e onde todos os atletas tinham que jogar o mesmo tempo.

O equilíbrio foi o resultado do empenho demonstrado durante todo o jogo pelas duas equipas, com várias alternâncias no marcador.

No quinto período conseguimos dilatar a distância em 5 pontos, o que nos permitiu entrar para o último com outra tranquilidade, que fruto do nosso maior empenho na defesa e rapidez nas transições, nos permitiu terminar com um resultado favorável de 48-34.

De realçar o grande fair play demonstrado entre as equipas, o que só dignifica a modalidade e, neste caso, o minibásquete.

 

A nossa jovem equipa, composta por atletas sub15, disputou a fase final do campeonato regional, em Portimão, com o Farense, Portimonense e Imortal, no passado fim de semana, tendo como prémio a participação na Taça Nacional do escalão.

Foi mais uma excelente experiência de aprendizagem na evolução das nossas atletas.

Sexta-feira defrontamos o vencedor da fase regular, o Farense, onde tivemos dificuldades na 1.ª parte. Soubemos reagir e fizemos uma boa 2.ª parte, vencendo a mesma por 2 pontos, ficando o resultado final em 64-33 para o Farense. No outro jogo da noite, o Portimonense ganhou ao Imortal por 72-41.

No sábado defrontamos a equipa da casa e fizemos um bom 1.º período. Mas o cansaço acumulado e o facto da bola não entrar no cesto adversário fez o resultado ser muito superior à diferença normal entre as equipas, tendo sido 75-13 o resultado final. No jogo entre o Farense e o Imortal, a equipa de Faro venceu por 86-37.

No domingo defrontamos o Imortal e fizemos um excelente 1.º período, chegando ao intervalo a perder por 3 pontos. Na 2.ª parte tivemos perto de recuperar a liderança, mas não conseguimos, embora tenhamos dado uma excelente luta. 48-37 foi o resultado final.

No jogo de atribuição do título, o Portimonense venceu o Farense por 68-55, mas a utilização indevida de uma atleta num dos períodos obrigatórios fez com que o Farense tenha sido o vencedor do jogo e da competição.

A Taça Nacional começa no fim de semana de 20 e 21 de Fevereiro e ficaremos num grupo de 6 equipas da zona sul, tendo 10 jogos em disputa, finalizando a competição no fim de semana de 16 e 17 de Abril.

 

Este sábado os mini-12 receberam o Farense, num jogo que se previa muito equilibrado.

Entrámos bem, mas continuamos a falhar muitos cestos fáceis e a lançar sem qualquer objetividade, ao contrário do Farense que apresentou uma equipa com uma boa percentagem de lançamentos de campo e melhor concretização no contra-ataque.

Com o decorrer do jogo, fomos ajustando as defesas dos jogadores mais influentes da equipa adversária, sendo assim possível manter o resultado equilibrado até ao quinto período.

No último período, entrámos com muita vontade de ganhar, e fruto da nossa maior intensidade defensiva e rapidez nas transições, conseguimos terminar o jogo com mais uma vitória, desta vez por 51-32.

No próximo sábado recebemos a equipa do Imortal B.C..

 

No sábado de manhã fomos mais uma vez ao pavilhão do Ginásio participar num convívio de minibásquete organizado pela equipa da casa.

Foi um convívio com muitos clubes, oito (para além do Ginásio C.O. e do C.B. Tavira, estiveram ainda C.F. "Os Bonjoanenses", C.B. Quarteira Tubarões, Imortal B.C., S.C. Farense, ACDR Colégio Bernardette Romeira e A.D.O 4 ao Cubo), para um total de catorze equipas, onde uma excelente organização, aliada à excelente colaboração dos responsáveis dos clubes envolvidos, permitiu que os atletas jogassem muitos minutos e que o convívio terminasse dentro do horário previsto.

Desportivamente devemos realçar várias estreias nestas andanças, nomeadamente as mini-10 Constança Silva, Matilde João, Carolina Moreira e Karoline Ançã.

Por fim, agradecemos aos pais dos atletas todo o apoio dado, que permitiu a nossa participação no evento.

 

No último jogo do Campeonato Regional, perante a 1.ª classificada desta fase regular, e a principal candidata ao título, a equipa do Imortal apresentou uma defesa agressiva e intensa, o que dificultou as nossas transições defesa/ataque.

Mas como é habitual nas nossas equipas, as jovens tavirenses lutaram até ao fim por um resultado positivo.

Para a história fica o resultado final 31-60, e a sensação de que poderíamos ter ido mais além no Campeonato.

 

f